Júri popular durou mais de 15 horas, outros envolvidos na morte do pastos serão julgados pelo Tribunal do Júri

Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos, filhos da ex-deputada federal Flordelis, foram condenados a 33 anos, dois meses e 20 dias de reclusão e a sete anos e seis meses de prisão, respectivamente, pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo. Eles foram a júri popular, sob a presidência da juíza Nearis dos Santos de Carvalho Arce, titular da 3ª Vara Criminal de Niterói. Ambos devem cumprir pena em regime inicialmente fechado.

Na decisão, o Conselho de Justiça entendeu que Flávio teria efetuado os disparos contra a vítima, enquanto, Lucas Cesar teria sido o responsável por adquirir a arma do assassinato. O júri popular durou mais de 15 horas e só encerrou às 5h30 da madrugada desta quarta-feira, 24.

Durante o interrogatório, Lucas alegou que não sabia que a arma que ele ajudou a comprar seria para matar o pastor. Na sessão, ele disse que havia se negado a executar o crime. Já Flávio permaneceu em silêncio. Outros oito réus ainda serão julgados por envolvimento no crime, ocorrido em junho de 2019, entre eles a ex-deputada Flordelis.