Filho de ministro do TCU é alvo de nova fase da Lava Jato

Desdobramento da ação que prendeu Cândido Vaccarezza cumpre mandados em Salvador, Brasília e interior de São Paulo

O advogado Tiago Cedraz, filho do ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Conts da União (TCU) é um dos alvos de busca da 45ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã desta quarta-feira (23/8).

A Polícia Federal cumpre ao todo quatro mandados de busca e apreensão em Salvador, Brasília e na cidade Cotia, no interior de São Paulo. Segundo informações do portal G1, Cedraz deve ser levado para prestar depoimento na superintendência da Polícia Federal, em Brasília.

A operação, batizada de Abate II, investiga dois advogados que participaram de reuniões nas quais teria sido planejado o esquema criminoso de pagamento de propinas a agentes da Petrobras. Segundo investigações, eles teriam recebido comissões pela contratação de uma empresa americana pela estatal, mediante pagamentos em contas mantidas na Suíça em nome de off-shore.

A ação é desdobramento da 44ª etapa, que prendeu o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza. O ex-deputado foi solto pelo juiz Sérgio Moro na última terça-feira e é alvo de um dos mandados de busca da atual fase.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.