Filho de cozinheira é detido após atear fogo na casa de supostos assassinos da mãe

Douglas Vinícius confessou incêndio e disse que foi uma forma de se vingar de William e Sueide da Silva, suspeitos de matarem sua mãe

Na manhã desta sexta-feira, o Corpo de Bombeiros combateu um incêndio na casa dos suspeitos de matarem a cozinheira Marizete de Fátima Machado, de 53 anos. O suspeito de atear fogo na residência é Douglas Vinícius Machado de Abreu, filho da cozinheira.

Segundo informações da Polícia Militar, Douglas tentou sair do local, mas vizinhos ligaram para a viatura que atende a região e os policiais fizeram a detenção do jovem que será levado agora ao 20º Distrito Policial de Goiânia, na região Sudoeste da capital.

Ainda de acordo com a PM, Douglas confessou que ateou fogo na casa de Sueide Gonçalves da Silva e William Divino da Silva Moraes por estar “contrariado com a perda da mãe” e provocou o incêndio como uma forma de vingança.

Como o Corpo de Bombeiros foi chamado pelos vizinhos ainda no início do incêndio, o fogo não se espalhou e não chegou a atingir a pamonharia de Sueide e William. Ninguém ficou ferido com o incêndio.

Deixe um comentário