Filha de Iris descarta concorrer à vice-governadora na chapa de Gustavo Mendanha

Prefeito de Aparecida de Goiânia diz que sonha com uma composição com Ana Paula Rezende. Neste momento, no entanto, a possibilidade é de ter Lêda Borges na chapa

Filiada ao MDB, a filha do ex-prefeito Iris Rezende Machado, Ana Paula Rezende, descarta a possibilidade de ser candidata a vice-governadora na chapa com o prefeito Gustavo Mendanha (sem partido). A hipótese foi levantada pelo Prefeito de Aparecida, que alega sonhar com uma mulher na vice, preferencialmente, Ana Paula. Aliada de Ronaldo Caiado (União Brasil), tal qual o pai, a emedebista disse ao Jornal Opção que não houve convite, mas, independente dele, ela não pretende ir às urnas, nem mesmo para disputar outro cargo.  

“Fico honrada por ser lembrada e enxergo ser uma forma de reconhecimento ao meu pai, mas não penso na possibilidade de ser candidata”, garante Ana Paula, apontada como a única herdeira política de Iris. O próprio Mendanha reconhece a dificuldade de tê-la na chapa. Além de não demonstrar disposição para as urnas neste momento, a composição esbarra no fato de haver um emedebista na chapa de Caiado, o pré-candidato a vice-governador Daniel Vilela, presidente do diretório goiano do partido; na proximidade de Ana Paula com a família Caiado, sendo ela amiga pessoal de Anna Vitória Caiado, ex-Procuradora-Geral de Goiânia na gestão de Iris; e, entre outros, no próprio legado do pai, que apoiava o atual governo e foi o principal articulador da aproximação entre Caiado e Daniel, já na época em que Mendanha se posicionava como potencial candidato ao Palácio das Esmeraldas e era crítico à aliança.

“Uma pessoa que tenho um sonho, que seria muito bom ter [como vice], é a Ana Paula, filha do nosso querido líder Iris Rezende”, conta Gustavo Mendanha em live nas redes sociais. Entretanto, Ana Paula Rezende e a mãe dela, a ex-deputada Íris de Araújo, já declararam publicamente apoio ao projeto de reeleição de Caiado.

Além de Ana Paula, um dos nomes que surgiram nos bastidores como potencial vice de Mendanha é o da deputada Lêda Borges (PSDB), que neste momento é pré-candidata à Câmara Federal. Ela ambiciona ir para Brasília como representante do Entorno do Distrito Federal. Apesar disso, ela não descarta compor com o prefeito de Aparecida. “A composição, a articulação para a vice-governadoria é partidária. É entre o meu partido, o PSDB, e os demais partidos. Havendo uma composição, o meu nome sempre está à disposição do meu partido”, avalia.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.