Diante do cenário de escassez hídrica vivida em Goiás e no Brasil, lançamento da cartilha “Orientações para Eficiência Energética na Indústria”, proposta por Sandro Mabel,  visa diminuir o consumo de energia elétrica dentro das indústrias

Sandro Mabel propõe cartilha que orienta empresários goianos a reduzirem o consumo de energia nas indústrias.

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lança, nesta sexta-feira (03/09), às 9 horas, a cartilha Orientações para Eficiência Energética na Indústria. A ação que foi proposta por Sandro Mabel, o presidente da Federação em questão, visa mostrar aos empresários goianos algumas formas simples e que podem ser praticadas cotidianamente para que o consumo de energia dentro das indústrias seja reduzido. 

A medida está sendo tomada em um momento em que o estado de Goiás e o Brasil como um todo observam os debates sobre escassez hídrica e a possibilidade de um apagão aumentarem cada vez mais. Sandro Mabel destacou que um possível apagão nesse momento em que as indústrias começam a observar uma recuperação em suas produções, seria como um balde de água fria para o setor. 

De acordo com dados da Confederação Nacional das Indústrias, elas são responsáveis por mais de 40% do consumo de energia elétrica do Brasil. Só em Goiás, existem cerca de 20.230 estabelecimentos do setor, os quais geram 318.276 empregos. 

Indústrias que economizarem energia recebem um bônus por meio do Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, que está em vigor desde o final do mês de agosto de 2021. Essa iniciativa tem caráter temporário e durará até o mês de abril de 2022.