Festival da Cultura LGBT começa hoje no Rio

O evento faz parte das comemorações da 19ª Parada do Orgulho LGBT Rio, que ocorre no dia 16 em Copacabana. Durante o festival, serão apresentados 12 espetáculos de teatro e música

O Rio de Janeiro recebe a partir de hoje (7) o Festival da Cultura LGBT (lésbicas, gays,bissexuais, transexuais e transgêneros), que será apresentado pela primeira vez durante um mês completo em um palco de teatro. O evento faz parte das comemorações da 19ª Parada do Orgulho LGBT Rio, que ocorre no dia 16 em Copacabana. Durante o festival, serão apresentados 12 espetáculos de teatro e música.

O festival, que já homenageou nomes como Chico Buarque e Tom Jobim, traz este ano como tema os compositores Cole Porter e Caetano Veloso. Para o diretor sociocultural do Grupo Arco-Íris, Julio Moreira, Caetano foi escolhido porque é uma figura emblemática da cultura brasileira, da revolução e da liberdade de expressão, além de ter diversas músicas desse universo. “Em seu disco Estrangeiro, Caetano cita o compositor Cole Porter. Muitos artistas que também completam 50 anos de palco já fizeram vários shows homenageando-o”, disse.

O Teatro Ziembinski, na Tijuca, será o palco do festival que, de acordo com Julio, há cinco anos ocupa os teatros públicos do Rio. “É a primeira vez que todos os fins de semana do mês terão apresentações do evento, dando oportunidade e motivação para os ideais que a Parada [do Orgulho LGBT Rio] discute, que são os direitos, a cidadania e a visibilidade dos artistas”, disse o diretor do grupo.

A programação do festival inclui o espetáculo Divinas Divas, que vai virar documentário e tem no elenco as travestis Rogéria, Jane Di Castro, Divina Valéria, Camille K e Fujika de Halliday, que celebram 50 anos de carreira. O repertório traz humor e clássicos da MPB. Outro nome homenageado será o da transformista e ícone de sua época Laura Di Vison, falecida em 2007. Segundo Julio, também haverá shows de transformismo e de cantoras que trabalham em boate. “Os artistas que trabalham em boates terão a oportunidade de falar além disso [das boates]. O festival é para qualquer pessoa e nós esperamos ver muito brilho, alegria, amor e a mensagem da inclusão e da diversidade por meio da arte”, concluiu.

O festival ocorre nos fins de semana entre hoje e 30 de novembro. O Teatro Ziembinski fica na Avenida Heitor Beltrão, sem número, na Tijuca. Os valores dos ingressos são R$ 10 e R$ 5 e a classificação é 18 anos. A agenda completa está disponível no site do evento.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.