Festivais de música podem se tornar Patrimônio Imaterial de Goiânia

Projetos de Lei visam tornar Vaca Amarela, Bananada e Villa Mix marcos da capital goiana

Três projetos de lei que visam transformar os festivais musicais Vaca Amarela, Bananada e Vila Mix em Patrimônio Cultural Imaterial de Goiânia foram apresentados nesta terça-feira, 29, na Câmara Municipal. Com o objetivo de fortalecer a cena cultural da capital, as propostas foram apresentadas pela vereadora Sabrina Garcez (PSD), sob justificativa dos respectivos eventos consistirem em marcos da programação cultural e diversidade musical da cidade.

Para a vereadora, os três eventos são exemplos da diversidade identitária da música e dos talentos de Goiânia e se tornaram referência no cenário musical brasileiro e internacionalmente – o que promove, ainda, o intercâmbio entre artistas e estimula o desenvolvimento econômico e cultural. Vinculada ao Ministério da Cultura, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) é o responsável pela preservação do patrimônio cultural do Brasil. Segundo a entidade, os bens culturais de natureza imaterial dizem respeito àqueles domínios da vida social que se manifestam em saberes ofícios e modos de fazer; celebrações; formas de expressão cênica, plásticas, musicais ou lúdicas.

“Os três festivais são importantes marcos da programação cultural de Goiânia, colocaram a cidade no mapa musical e refletem com sua longevidade e expressividade a importância da diversidade musical da cidade, que vai do pop, ao rock e sertanejo, passando pelo alternativo”, disse Sabrina. 

Festivais

Considerado um dos maiores eventos do Centro-Oeste, o Vaca Amarela teve a primeira edição no ano de 2001. A programação é focada na música autoral, com prioridade para os artistas goianos. Além disso, o evento busca trazer diversidade musical e gerar debates sociais, tais como sexualidade e gênero, discursos de ódio e o papel da mulher na produção musical. Após dois anos sem edição presencial, devido a pandemia de Covid-19, o festival irá acontecer este ano nos dias 15 e 16 de abril no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

O Bananada é um musical que promove shows com nomes de destaque da música brasileira, intercalando com atrações internacionais desde 1999. Sendo um festival multicultural com exposição de artes plásticas, circuito de skate e gastronomia. Por fim, o Villa Mix é considerado um dos principais festivais da América Latina. Em 2015,o Villa Mix Goiânia entrou para o Guinness Book como o maior palco do mundo, já que a estrutura atingiu 69,37 metros de altura, equivalente a um edifício de 23 andares. Até o momento, os dois eventos seguem sem confirmação para realização em 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.