Aulas foram mantidas em regime não presencial, por isso calendário permanece o mesmo

Colégio Estadual Waldemar Mundim, na Vila Itatiaia: uma das escolas de Goiânia que serão transformadas em instituições de ensino militar

Mesmo com a prorrogação das aulas não presenciais até o dia 30 de maio, conforme decreto nº 9.653, de 19 de abril de 2020, as férias da rede estadual de ensino serão mantidas para julho. “As férias estão mantidas para julho, porque estamos em Regime Especial de Aulas Não Presenciais”, disse a assessoria de comunicação da pasta. Cerca de 90% da rede estadual realiza aulas à distância desde o dia 23 de março.

Desde que as aulas remotas foram implantadas, após decreto de suspensão de aulas para evitar a disseminação da Covid-19, coordenadores regionais, gestores e professores da rede estadual desenvolvem ações pedagógicas pela manutenção do cronograma letivo. Ferramentas como videoaulas, grupos de Whatsapp, Google Classroom, materiais didáticos entregues nas casas dos alunos em pontos de referência foram adotadas.

Outra medida implantada pelo governo foi o portal de conteúdo com aulas e listas de atividades para todas as séries dos Ensinos Fundamental e Médio, com atualização semanal. Por este motivo, a secretaria entende que o cronograma de aulas foi mantido, mesmo que à distância.

Rede privada

De acordo com o Conselho Estadual de Educação, as escolas da rede privada seguem a mesma determinação da rede estadual de ensino, conforme nota técnica divulgada nesta quarta-feira, 22. Segundo o presidente do conselho, Fávio Roberto de Castro, nesta quinta-feira, 23, será realizada uma reunião com representantes das escolas particulares e o Ministério Público para tratar de todas as questões envolvendo o funcionamento dessas instituições durante a pandemia da Covid-19.