Feira na Vila Cultural vai expor produtos comercializados por mulheres em Goiânia

Evento é promoção da prefeitura de Goiânia e da Secretaria de Estado de Cultura de Goiás

A Vila Cultural Cora Coralina irá sediar nesta quinta-feira, 10, e sexta-feira, 11, a partir das 19h30, a feira ‘Goiânia por Elas”. O evento integra as comemorações do mês da mulher e reunirá 25 expositoras. Além de novas empreendedoras, também estão confirmadas comerciantes das Feiras das Pretas, das Entidades das Pessoas com Deficiência e do Lixo Zero.

A feira é uma realização da prefeitura de Goiânia em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura de Goiás. O intuito do programa é promover o empoderamento feminino, envolvendo a participação de mulheres ligadas ao ramo da moda, artesanato, arte, design, música e gastronomia.

‘Goiânia por Elas’ é a continuação da programação para as mulheres, que teve início no último domingo, 6, e foi intensificado no  Dia Internacional da Mulher, comemorado nessa terça-feira, 8. Nessa data, foi inaugurado o Centro de Formação Consuelo Nasser, na sede da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) e realizado o ‘Goiânia por Elas Empodera’ – um dia de beleza e bem-estar para 40 mulheres vítimas da violência. O evento aconteceu no Senac Elias Bufáiçal, no Setor Aeroporto. 

Já na área da cultura, houve apresentações da Orquestra Feminina de Goiânia, nessa terça, no Teatro Goiânia, juntamente com a Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás. Outro evento foi a exposição “Feminino”, no hall do Paço Municipal, com obras do Centro Livre de Artes (CLA). Até o final deste, está programada blitz da ‘Patrulha Mulher Mais Segura’. “Além de celebrar, é preciso reconhecer o papel da mulher na sociedade, proporcionar a elas a independência, segurança e respeito, seja qual for a esfera”, disse o prefeito Rogério Cruz (Republicanos). 

A secretária municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas, Cristina Lopes, defendeu e reforçou a necessidade de eventos no município que integrem as mulheres. Segundo ela, é “momento de juntar forças e construir uma cidade mais igualitária em termos de gênero”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.