Feira Hippie volta a funcionar neste fim de semana

Feirantes deverão cumprir protocolos de segurança estabelecidos pelas legislações estadual e municipal, para contenção da propagação do novo coronavírus

Foto: Reprodução.

A maior feira especial de Goiânia, a Feira Hippie, deve voltar a funcionar neste sábado, dia 25, e no domingo, dia 26, após plano de ação de retorno seguro elaborado pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec) com a Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) e Agência da Guarda Civil Metropolitana (AGCM) e Polícia Militar (PM).

A feira deve seguir o horário normal de funcionamento, definido por meio do Decreto Municipal nº 1.173, de 4 de maio de 2016, que estabelece a montagem das bancas após as 20h de sexta e seu funcionamento das 6h de sábado às 15h de domingo.

A estratégia de reabertura foi apresentada aos feirantes em reunião desta quinta-feira, 23, e prevê protocolos de segurança que serão aplicados para contingenciar possíveis práticas que negligenciam as normas definidas para o retorno das atividades das feiras no início da semana. De acordo com o Decreto Municipal 1.313, de 13 de julho de 2020, as feiras especiais puderam voltar suas atividades no último dia 21.

Medidas de segurança

Para o funcionamento, os feirantes deverão cumprir com os protocolos gerais e específicos estabelecidos pela legislação estadual e também legislação municipal, sob pena de aplicação de multa a partir de R$ 4.705,30.

Dentre as obrigações definidas nos protocolos, está o uso de máscara facial pelos feirantes e clientes, a intensificação da limpeza de objetos e mercadorias e corredores de 3 metros para livre circulação. Ainda, devem ser montadas 50% das barracas da feira em sistema de revezamento para que seja possível alcançar o distanciamento necessário, conforme Portaria 041/2020 da Sedetec.

“A fiscalização está ajudando com orientação e, nos casos onde são necessários, ela atua com notificações e até mesmo multa para os feirantes que, por um motivo ou outro, não conseguem seguir os protocolos sanitários” disse o secretário da Sedetec, Walison Moreira.

“A Sedetec, em todas as feiras especiais, conta com supervisores de feiras que ajudam o feirante a organizar a feira. A Central de Fiscalização Covid-19, unidade criada na Prefeitura para fiscalização do comércio, também fiscaliza as feiras e estão ajudando os feirantes a seguirem os protocolos e atenderem os clientes com a segurança necessária” completou Moreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.