Fecomércio e Alego celebram termo para atuação institucional conjunta

A finalidade é promover ações como o desenvolvimento de projetos ou atividades, por meio de seminários, conferências e congressos

Fotos: Silvio Simões

Representantes da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio/GO), do Sesc, do Senac e da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) se reuniram em um almoço nesta quinta-feira, 21, para assinar um Termo de Cooperação Técnica que vai proporcionar uma atuação institucional conjunta em ações e programas.

A finalidade é promover ações conjugadas, como o desenvolvimento de projetos ou atividades, por meio de seminários, conferências, congressos e outros, para debate de temas que resultem em fomento de políticas públicas para o desenvolvimento socioeconômico e político do estado.

A entidade empresarial deve contribuir com a experiência de serviço social e capacitação profissional, em atividades também no interior.  

Os presidentes das instituições, Marcelo Baiocchi, do sistema Federação do Comércio/Sesc/Senac-GO, e o deputado estadual Lissauer Vieira (PSB), da Assembleia, ressaltaram, em seus discursos, a necessidade de colaboração entre a iniciativa privada e o parlamento, para que melhorias cheguem à população.

“Porque, em um processo democrático de discussão,  nós podemos conseguir fazer com que as atividades produtivas tenham um ambiente melhor de empreendedorismo”, assinalou  o presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi, ao abrir a solenidade, afirmando que o Termo  de Cooperação é importante para esta prática. “O mais importante é a demonstração da disposição de ouvir o empresariado, esse é o grande valor que a gente busca”, completou.  

Baiocchi disse ainda que as estruturas da Federação do Comércio, do Sesc e do Senac, estão à disposição da Assembleia. “Para que possamos andar juntos. E queremos participar, ativamente, dentro do Legislativo, para que consigamos escrever, juntos, um novo estado”, disse. “Queremos uma relação saudável, democrática, republicana”, pontuou.

Ele lembrou que uma das atividades mais importantes do setor, a geração de empregos, passa pelo bom relacionamento, e interlocução, da iniciativa privada com os poderes.

“O estado de Goiás precisa demonstrar, para o empresário, que ele é muito bem vindo aqui”, disse, enumerando algumas  demandas a serem destravadas, como desburocratização de licenças ambientais, e a necessidade de incentivos atrativos e mão de obra qualificada. O presidente  ressaltou o trabalho de qualificação que já é feito pelo Sistema S. “Estamos prontos e preparados para isso”, concluiu.    

Avanço

O presidente da Assembleia, Lissauer Vieira (PSB), assinalou que a visita a sede da Fecomércio era mais do que de cortesia, mas também de trabalho e  avanço nas questões relativas ao desenvolvimento econômico do estado. “Nós do Legislativo estamos sempre à disposição da Fecomércio, do Sistema S e de todo o setor produtivo, para podermos discutir pautas importantes para o estado de Goiás”, afirmou, garantindo diálogo aberto sobre os temas.     

Ele também assinalou a importância da assinatura do Termo de Cooperação. “Será muito importante nós levarmos a Assembleia Legislativa para o interior do estado, mostrando a verdadeira Assembleia, mostrando o que às vezes as pessoas não conhecem. Lá temos trabalhos importantes”, disse. Segundo ele, a diretoria de assuntos institucionais e a da Escola do Legislativo vão dar andamento e prosseguimento no projeto de intercâmbio entre as instituições.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.