Fantasia de família no carnaval levanta debate sobre racismo e divide opiniões na web

Foto varreu a internet e casal foi alvo de críticas e denúncias de injúria racial. Pelo Facebook, pai da criança se defendeu: “Jamais foi nossa intenção”

Fantasia deu o que falar neste feriado | Reprodução/Facebook

Fantasia deu o que falar neste feriado | Reprodução/Facebook

O Carnaval 2016 acabou, mas uma polêmica da maior festa do País ainda repercute nas redes sociais. O alvoroço é por conta de uma foto de uma família de Belo Horizonte fantasiada para a folia. Na imagem que varreu a web neste feriado, um casal de jovens aparece fantasiado de Aladdin e Jasmine, com o filho nos ombros vestido de Abdu, o macaco de estimação do personagem.

Não demorou muito para que internautas denunciassem o casal por racismo e injúria racial. A atitude do pai em fantasiar o filho como um macaco foi caracterizada por muitos como “absurda”, além de “nojenta” e “sacana”.  “Estou chocada! Os racistas estão cada dia pior!”, comentou uma usuária.

Com o discurso contrário, usuários e páginas da internet se voltaram contra os autores das críticas, em defesa dos pais do garoto. “Geralmente o racismo está na cabeça de gente complexada. Essa é uma família feliz curtindo o carnaval”, escreveu uma página de humor em uma publicação no Facebook, que teve mais de 500 compartilhamentos.

Depois de muita controvérsia, o homem que aparece na foto resolveu se manifestar via Facebook em uma postagem que criticava a fantasia da família. Na publicação, o ator Fernando Bustamante pediu desculpas aos que se sentiram ofendidos e afirmou que sempre acreditou na diversidade e igualdade entre as pessoas.

O pai do garoto contou, ainda, que, um dia depois do polêmico registro, a família saiu fantasiada dos personagens do Pequeno Príncipe e usou um trecho da obra de Antoine de Saint-Exupéry para argumentar a seu favor: “Só se vê de verdade com o coração… o essencial é invisível aos olhos!”.

“Pessoal, eu sou Fernando Bustamante, sou o pai do Mateus (o menino da foto). Sou artista, de teatro, e sempre acreditei na diversidade, na igualdade entre as pessoas. Luto por isso e aplico isso na minha vida pessoal e profissional. Sou casado e o Mateus é o meu primeiro filho. Gostaria de pedir desculpas para aqueles que sentiram ofendidos com a nossa fantasia. Jamais foi a nossa intenção. Muitos podem ver um macaco na fantasia de ontem. Eu vejo o melhor amigo do Aladdin, que vai conhecer o Mundo Ideal com ele e a Jasmine. Sem preconceitos e com muito, mas muito amor. Viva a diversidade!”, respondeu o jovem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.