Famosas que já estiveram com João de Deus manifestam apoio a vítimas

Xuxa Meneghel e a americana Oprah Winfrey se posicionaram sobre as denúncias de abuso sexual contra o médium

Xuxa e Oprah se posicionaram sobre denúncias de abuso contra João de Deus. Foto: Divulgação

Desde que as primeiras denúncias de abuso sexual contra o médium João de Deus surgiram, na sexta-feira, 7, nas redes sociais, pessoas cobram posicionamento de famosos que já estiveram na Casa Dom Inácio de Loyola, onde o médium atende. Nesta semana, as apresentadoras Oprah Winfrey e Xuxa Meneghel manifestaram seu apoio às vítimas.

Oprah, que chegou a gravar um programa inteiro sobre o médium em 2012, disse, na quarta-feira, 12, que tem empatia pelas mulheres que fizeram as denúncias. Ela também retirou do ar vídeos de entrevistas que fez com João de Deus após publicização dos casos. A americana finalizou a nota pedindo que a justiça seja feita.

A apresentadora Xuxa Meneghel também chegou a gravar com o médium, mas o programa, à época gravado para a Rede Globo, nunca foi ao ar. No entanto, Xuxa se posicionou sobre o assunto em seu Instagram. Em vídeo postado na quinta-feira, 13, ela disse estar envergonhada por já ter acreditado que João de Deus “era uma pessoa boa”.

Xuxa diz, ainda, ter se enganado com a pessoa do médium e pediu desculpas aos seus fãs. Ela também disse estar do lado das mulheres que fizeram as denúncias. “Eu quero dizer pra todas vocês, mulheres que passaram por isso, que eu estou com vocês. Eu sinto muito, muito mesmo. (…) E, por favor, se tiverem mais mulheres, denunciem. Porque pessoas como essa e outras têm que pagar por isso”, disse a apresentadora.

2 respostas para “Famosas que já estiveram com João de Deus manifestam apoio a vítimas”

  1. Avatar Marco Pereira disse:

    Uma grande farsa e mesmo ante tantas evidências, crentes continuarão crentes.

    Actualmente vivemos a decadência da religião porque a consciência moral da humanidade está evoluindo, fundamentada em uma compreensão cada vez mais profunda é preciso questionar sempre e analisar tudo.
    Os homens devem sair da infância. Eles têm que encarar a vida com todas essas belezas e seu lado negro, luxúria e amor, guerra e paz. Eles devem tornar o mundo melhor. Nenhum ser imaginario(deus) vai fazer isso por eles.

    O Homem inventou deus e logo um culto (religiões).
    Jamais deus deveria entrar no nosso esquema mental para explicar o inexplorado, seria uma posição muito fácil e pouco realista.
    A religião promove o tribalismo fazendo da fé céga uma virtude, são instituições criadas pelo homem, assim como empresas com fins lucrativos.
    Os pastores dominam um indivíduo de maneira progressiva e sutil com o objetivo de limitar em seu benefício sua capacidade crítica de realidade e sua liberdade de decisão.
    As sociedades menos religiosas tendem também a ser as mais pacíficas, prósperas e justas, com políticas públicas que ajudam as pessoas a florescer, enquanto diminuem o desespero e a gula econômica.
    Como muitas pessoas, sou a favor de deus, quero dizer que gostaria que ele existisse, mas isso para mim não é razão suficiente para acreditar nele.
    Eu também preferiria acreditar que as guerras, a fome, a pobreza e a injustiça vao terminar amanha, mas eu nao confundo os meus desejos con a realidade.
    A ilusão é acreditar que algo é verdadeiro porque é intensamente desejado, comportamento humanamente compreensível.
    O fanatismo está confundindo a fé de alguém com um conhecimento, uma falta contra a inteligência.
    Eu pessoalmente não acredito em nenhum deus por lucidez, porque não necesito e porque não vejo razão (argumento ou experiência) em favor de sua existência, mas muitos favoráveis a sua inesexistência.

    • Avatar Suzana disse:

      Todo efeito tem uma causa, basta olhar em derredor e dentro de nós mesmos pra constatar que a causa primária de tudo que existe não pode ser o acaso. Se o acaso é capaz de produzir efeitos inteligentes, então temos que admitir que há inteligência no acaso e se o acaso é inteligente então já não pode ser acaso. Não vejo que as religiões estão em decadência, pelo contrário. Como tudo que existe as religiões estão em evolução, pois que estão se aproximando cada vez mais da razão. Em outros tempos não se podia questionar a religião, a fé deveria ser cega e independente da razão. Contudo hoje já se prega a fé raciocinada, e os crimes de religiosos que eram aceitos, agora não mais. Não se admite a fé atrelada ao fanatismo, descoberto o erro, ele é punido e execrado pela sociedade (religiosa em sua maior parte). A negação da fé e da crença em Deus geraria o caos e a desesperança, abonaria o egoísmo , o crime e o suicídio.
      Quantos existem que o materialismo retirou do crime, da ideação suicida, da decadência moral, da depressão?
      E quantos há que fortalecidos em sua fé em um Deus pai e na certeza da infinitude da vida superaram essas e outras mazelas? Há mesmo sociedades materialistas onde há menos violência? Quais seriam? Quais as evidências de que Deus não existe que sejam mais convincentes de que o Universo tenha sido criado por um ser infinitamente superior a tudo o que concebemos e que está a nossa volta?
      As religiões estão evoluindo para a fé raciocinada, e por isso fraudes como as que estão em tela não são mais admitidas, Graças a Deus!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.