Famosa pelos carros, Uber quer lançar serviço de transporte aéreo até 2023

Empresa desenvolve, em parceria com empresas como a Embraer, uma nova aeronave para incorporar nova modalidade de viagem ao aplicativo

Cena futurística demais? Se os planos da Uber se concretizarem, nem tanto| Foto: Divulgação

Fundada em 2010, a Uber surgiu e se notabilizou focada em carros. Desde o início, com o UberBLACK, que trabalhava com sedãs de luxo por um preço não muito maior que o dos táxis comuns, os produtos da empresa tinham o carro como principal veículo de transporte. Mas os planos recentes do grupo envolvem bem mais que isso.

Atualmente, além de carros comuns – que compõem o serviço uberX – e inovações como o uberPOOL – em que o usuário do aplicativo compartilha a corrida com outras pessoas que farão rotas parecidas -, a plataforma já engloba motos, caminhões, bicicletas e chegou a testar helicópteros em um projeto que durou um mês.

Os helicópteros, no entanto, não eram exatamente o que a empresa queria. Segundo o Diretor de Comunicações da Uber no Brasil, Fabio Sabba, o projeto agora é outro: Criar um novo veículo, com turbinas menores e menos barulhentas, no novo serviço UberAIR. E apesar de parecer uma ideia futurística demais, ela já está em desenvolvimento e deve começar a ser testado já em 2020 em Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Dallas (EUA), conforme anúncio feito em abril pela Uber em conferências nos Estados Unidos.

Feito em parceria com várias empresas, entre elas a Embraer, o VTOL (da sigla em inglês Vertical Take Off Landing) deve começar a fazer seus primeiros voos em 2023. A ideia é que o novo serviço utilize estruturas como as de heliportos e seja integrado às outras modalidades da Uber, ou seja, utilizando veículos diferentes para fazer determinada viagem da melhor maneira possível.

Segundo as estimativas da empresa, ao contrário do que possa parecer, o serviço não custará tão caro assim. Inicialmente, os cálculos são de que um voo entre Campinas e a capital paulista, por exemplo, sairia em média por R$ 153, contra R$ 52 no serviço uberBLACK. Em curto prazo, no entanto, o valor cairia para R$ 50 e, em longo prazo, poderia chegar a R$ 24.

Projeções de preços da Uber são animadoras: Pelas previsões da empresa, trajeto de 118 km poderia custar US$ 24 em longo prazo | Foto: Divulgação

Se feito com o novo veículo, a distância e o tempo de viagem diminuiriam consideravelmente. Em um carro, no uberX, são necessárias, em média, 2 horas e 10 minutos para percorrer os 118km entre Campinas e a Avenida Paulista, São Paulo. No uberAIR, o passageiro faria o mesmo trajeto (que seria de 82 km) em 18 minutos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.