Faculdade que impediu alunas de entrar com filhos é repudiada na Câmara de Goiânia 

Moção de repúdio foi apresentado pela vereadora Sabrina Garcez, nessa terça-feira, 4

A Câmara Municipal de Goiânia recebeu uma moção de repúdio em desfavor da faculdade que impediu alunas de entrar com filhos nas dependências da instituição, em Goiânia. O requerimento foi protocolado nessa terça-feira, 4, pela vereadora Sabrina Garcez (Republicanos), que pediu apoio dos colegas.

Ao todo, três estudantes de veterinária denunciaram que no mês passado foram impedidas de ficarem com os filhos pequenos durante as aulas no Centro Universitário UniGoiás. Elas relataram que a direção alegou que não poderiam estar na companhia das crianças, porque isso iria atrapalhar o aprendizado dos demais estudantes. “Já passou da hora da sociedade entender que as mulheres podem ocupar outros lugares sociais, como o de estudantes, por exemplo, enquanto trilham a jornada da maternidade”, opinou Garcez.

A parlamentar destacou ainda que ao impedir a entrada das mães no prédio, a instituição forçou que elas colocassem a vida dos filhos em risco, deixando-os sozinhos, do lado de fora da instituição, sem qualquer tipo de segurança. “Ato este que deverá ser veementemente repudiado por esta Casa de Leis”, exigiu.

Ela salientou que há necessidade das instituições planejarem estruturas que atendam adequadamente às mães e os filhos, para que possam amparar a maternidade. “É preciso que sejam desenvolvidas estruturas para receber as mães, principalmente na ausência de uma rede de apoio”, observa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.