Fabricantes de vacinas contra Covid-19 dizem que não irão vender doses para setor privado

Ao Jornal O Estado de S. Paulo, farmacêuticas disseram que têm compromisso com o governo federal e com o Plano Nacional de Imunização

Ao jornal O Estado de S. Paulo, fabricantes de vacinas contra Covid-19 enviaram nota afirmando que não irão negociar doses com a iniciativa privada. As notas foram enviadas pelas farmacêuticas Pfizer, Janssen, AstraZeneca e Fiocruz e Instituto Butantan, que disseram nesta quarta-feira, 7, que vão priorizar o fornecimento dos antígenos ao governo federal.

Na terça, 6, a Câmara dos Deputados aprovou a flexibilização da compra dos imunizantes pelo setor privado. No texto-base prevê a aquisição sem aval da Anvisa e a permissão para a compra para a imunização do quadro de funcionários, obrigando a empresa a fornecer ao setor público a mesma quantia usada para imunizar os empregados.

A Pfizer, que faz parceria das doses com a BioNTech, afirmou que irá trabalhar com os governos em todo mundo combate à pandemia “como parte dos programas nacionais de imunização”. “Neste momento não temos como dar andamento a uma negociação de fornecimento para empresas privadas”, disse.

A Janssen falou em nota que “neste momento, o fornecimento será exclusivo para o governo federal, por meio do Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19” e “não autoriza nenhuma pessoa física ou empresa a negociar em nome da Janssen com qualquer ente público ou privado”.

O Butantan, fabricante da CoronaVac, se pronunciou dizendo que “trabalha para atender à demanda da rede pública de saúde”.

A Fiocruz, que produz outra vacina que já está em circulação no país, a Oxford/AstraZeneca, informou que toda a produção própria é destinada ao Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde. E a AstraZeneca, afirmou que “todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo (…), não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado ou para governos municipais e estaduais do Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.