Exército e Aeronáutica entram em ação no combate ao Aedes aegypt em Goiás

Mobilização ocorre simultaneamente em todo o Brasil. Na capital goiana, a concentração será na Praça Joaquim Lúcio, Campinas, às 8 horas

Representantes do Exército Brasileiro, Secretaria de Estado da Saúde (SES), Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Corpo de Bombeiros Militar estarão juntos na grande mobilização nacional contra o Aedes que acontecerá simultaneamente em todo o Brasil neste sábado (13/2).

Em Goiânia, a concentração será na Praça Joaquim Lúcio, Campinas, às 8 horas. Nessa etapa serão realizadas ações de limpeza e conscientização de moradores. O presidente da Comurg, Edilberto Dias, que esteve presente na reunião entre SES e Exército, afirmou que disponibilizará 1.500 homens, 50 caminhões e 30 pás carregadeiras para limpar 42 bairros ao redor de Campinas.

A logística de toda a ação foi acertada em um encontro na tarde da última quinta-feira (11/2) do secretário de Estado da Saúde, Leonardo Vilela e o General de Brigada Mauro Sinott Lopes, do Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro.

Entre os dias 15 e 18, o Exército realizará esclarecimento e motivação das comunidades nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Senador Canedo e Trindade. De 15 a 19 de fevereiro será realizado o mesmo trabalho nas escolas.

O efetivo da Base Aérea cuidará de Anápolis e o Comando do Planalto ficará responsável pela realização do trabalho no Entorno do Distrito Federal. O emprego dos militares do Exército (1,8 mil homens de Goiânia) e da Força Aérea de Anápolis (600 homens)

O General de Brigada Mauro Sinott Lopes afirmou que um efetivo de 2,4 mil homens já está a postos para a missão contra o Aedes no Estado. Em Goiás, o Exército e a Aeronáutica (Base Aérea de Anápolis) vão atuar nas ações.

Para o secretário de saúde do Estado, Leonardo Vilela, o Exército irá potencializar todo o trabalho que já está em curso na força-tarefa Goiás contra o Aedes. “É uma grande ajuda e mais um reforço para que consigamos alcançar o nosso intento que é erradicar o Aedes aegypti de Goiás”, declarou.

Em janeiro, foram percorridos cerca de 1 milhão de imóveis. Desse total, 762.563 receberam um pente fino. Os demais 242.752, o equivalente a 24%, estavam com as portas fechadas. (Com informações da SES)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.