Excedentes do último concurso da PM tomam posse em Goiânia

Polícia Militar de Goiás aguarda que mais cem aprovados apresentem documentos para fechar um total de 742 vagas na corporação

Novos policiais passarão por curso de formação antes de ir para as ruas | Foto: Vice-Governadoria

Novos policiais passarão por curso de formação antes de ir para as ruas | Foto: Vice-Governadoria

Em solenidade na Academia da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), os 642 candidatos aprovados no último concurso público, realizado em 2012, foram apresentados na manhã desta quarta-feira (6/1). O vice-governador José Eliton (PSDB), o secretário estadual de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSP-GO) Joaquim Mesquita e o comandante da PM-GO, o coronel Sílvio Benedito Alves, participaram da posse dos novos policiais militares.

Os 642 empossados na manhã desta quarta-feira são 585 soldados, 40 catetes, 10 oficiais para a área de saúde e sete músicos. A corporação ainda aguarda a apresentação de documentos de outros cem aprovados para concluir a posse dos 742 novos policiais.

De acordo com a SSP-GO, as posses cumprem a convocação dos excedentes exigida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) em outubro de 2015. Os 642 empossados fazem parte do cadastro de reserva do último concurso da PM.

Como ainda faltam cem vagas a serem ocupadas, se os aprovados não se apresentarem, a Secretaria pode convocar outros aprovados no cadastro de reserva pra concluir a determinação do TJ-GO.

O vice-governador disse que este é um “momento muito importante” com a recomposição das “forças policiais” após o fim do Serviço de Interesse Militar Voluntário do Estado (Simve). “É uma forma de garantir uma segurança pública eficiente”, afirmou José Eliton.

O comandante da PM explicou que os novos policiais serão distribuídos entre Goiânia, entorno do Distrito Federal e outras localidades do Estado que necessitem mais de reforço no efetivo.

Para Joaquim Mesquita, a esperança é de a “capacidade ostensiva” da corporação aumente a segurança da população.

Curso

Depois de serem apresentados, os policiais já iniciam o curso de formação na PM, que tem duração prevista de três meses, além de mais três meses de estágio supervisionado.

Ainda há a expectativa de lançamento de um novo concurso público, com 1,5 mil vagas para soldados e 1 mil servidores administrativos. De acordo com a Secretaria Estadual de Gestão e Planejamento (Segplan), não há data definida para esse processo de seleção.

“Nós tínhamos que concluir o chamamento dos excedentes para agora sim ter condições de avançar nos trâmites internos para a realização de novos concursos na Segurança Pública”, explicou o titular da SSP.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.