Exame de DNA confirma troca de bebês em hospital de Aparecida de Goiânia

Caso estava sob investigação desde 29 de dezembro, quando a unidade de saúde suspeitou da possibilidade de troca

Um exame de DNA confirmou que os recém-nascidos no Hospital de Aparecida de Goiânia foram trocados ainda na unidade de saúde do município. O resultado foi entregue às famílias e divulgado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), que também investiga a troca. O Hospital São Silvestre identificou a troca dos bebês, no dia 29 de dezembro, depois de realizarem exame de DNA. No dia do resultado, o exame confirmou estar inconcluso para uma das mães.

Diante disso, a polícia requereu um novo DNA. Um boletim de ocorrência foi registrado pela defesa do São Silvestre. A delegada que Bruna Coelho disse que o caso está sendo investigado como crime de não identificação correta dos bebês, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Segundo uma das mães, logo após o parto, chegou ao quarto e o filho recém-nascido já estava à espera. Instantes antes, enfermeiros e funcionários entraram no quarto e começaram a questionar sobre as características físicas do pai, já suspeitando da suposta troca. A advogada Luciana de Castro Azevedo explicou que exames de DNA foram feitos separadamente com cada uma das mães, comparando as amostras de sangue delas com as dos bebês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.