Ex-deputado federal e ex-senador pelo PSDB, José Aníbal formalizou sua decisão de concorrer à presidência do partido. Ele ocupou o cargo entre 2001 e 2003, e atualmente tem buscado apoios através de articulações para enfrentar o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo.

A convenção nacional do PSDB está agendada para quarta-feira, 29, com votação online, e quinta-feira, 30, com votação presencial em Brasília.

“Minha ideia é a de preparar o partido para que ele recupere rapidamente uma referência na sociedade. Para isso, tem que fazer um trabalho árduo. Já venceu um ano desse governo [Lula (PT)] e o PSDB continua com uma posição errática. Não tem algo que unifique, que são as ideias, as propostas, iniciativas”, afirmou ao jornal Folha de S. Paulo.

Marconi tem o respaldo do ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que recentemente intensificou sua influência nas articulações para a formação do diretório nacional do partido.

Esse grupo composto por aproximadamente 230 membros do PSDB desempenha um papel crucial na eleição da Executiva do partido, liderada atualmente pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Além dos já confirmados José Aníbal e Marconi Perillo, outros grupos tucanos estão considerando lançar o nome do deputado federal Adolfo Viana (BA), líder da bancada na Câmara dos Deputados.

Leia também: