Ex-presidente da Força Jovem Goiás é assassinado no Parque Santa Rita, em Goiânia

De acordo com informações da Polícia Militar, ele foi alvejado com três tiros: um no braço e dois na face. Pode ter havido troca de tiros entre a vítima e o assassino

Evandro1

Evandro foi morto próxima a residência dele, no Setor Parque Santa Rita | Foto: Reprodução/Mais Goiás

O ex-presidente da Força Jovem do Goiás, torcida organizada do Goiás Esporte Clube, Evandro Rodrigues Cavalcante, de 37 anos, foi assassinado na manhã desta segunda-feira (22/9). De acordo com informações da Polícia Militar, ele foi alvejado com três tiros: um no braço e dois na face.

A vítima estava nas proximidades da residência dele, no Setor Parque Santa Rita, quando foi alvejado. Alguns moradores da região presenciaram o crime, mas estão com medo de ceder qualquer tipo informação. Ele morreu no local antes da chegada de socorro.

Por meio de denúncia anônima, a Polícia Militar localizou um veículo que teria sido utilizado pelo suposto assassino de Evandro. Um veículo VW Fox de cor preta estava no Residencial Rio Verde, próximo ao local do crime, e tinha marcas de balas, o que indica uma possível troca de tiros entre o ex-presidente da Força Jovem e o suposto autor dos disparos.

Em 2011, o Evandro teve o nome envolvido em casos de violência. Ele é acusado de encomendar a morte de Lucas Arantes de Moraes, de 17 anos. Segundo os autos do processo do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), quem teria cometido este crime seria um colega de torcida, Rodrigo de Souza. A motivação seria um relacionamento afetivo entre a vítima e a filha menor de idade de Evandro Rodrigues.

Uma resposta para “Ex-presidente da Força Jovem Goiás é assassinado no Parque Santa Rita, em Goiânia”

  1. Mario Borges disse:

    Em menos de 48 horas o homicida estará preso, o Policia de Goiás é muito boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.