Ex-prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin é barrado na entrada da prefeitura

No local, ocorria a posse de Diego Sorgatto e sua vice, Ana Lúcia 

Ex-prefeito foi impedido de entrar na Posse de Sorgatto | Foto: Reprodução

O ex-prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin, do PSD, publicou um vídeo em suas redes sociais em que alega ter sido barrado na noite da última sexta-feira, 1, na entrada principal da prefeitura, para onde havia se dirigido para realizar a transferência de cargo para o novo gestor, Diego Sorgatto (Dem).

No local, ocorria a posse de Sorgatto e sua vice, Ana Lúcia (Dem). No vídeo divulgado, Tormin aparece do lado de fora da prefeitura dizendo que foi informado que sua entrada estava vedada.

“Vocês são testemunhas que estou aqui pra transmitir o cargo, e que Deus Ilumine a todos […]. Eu vim aqui para transmitir [o cargo], mas como disseram aqui agora, está proibida minha entrada. Eu vou me retirar”, diz Tormin ao guardas municipais que estavam no local.

Veja o vídeo:

Na postagem do vídeo, Tormin alega que foi barrado pela equipe de Sorgatto. No entanto, procurado pelo Jornal Opção, o novo prefeito afirmou que só tomou conhecimento do acontecido posteriormente e que a proibição da entrada de Tormin partiu da organização da Câmara.

“Foi realmente barrado, como se pode ver no vídeo, mas eu tomei conhecimento disso pela imprensa. A organização da sessão de posse do prefeito, vice e vereadores é de total responsabilidade da Câmara Municipal. Eu não tenho nenhuma gerência sobre isso”, declarou.

A reportagem do Jornal Opção entrou em contato com a procuradoria da Câmara de Luziânia, que esclareceu o ocorrido. Conforme o órgão, o ex-prefeito Cristovão Tormin havia sido procurado para tratar da confirmação da transmissão do cargo, mas, segundo a procuradoria, ele nunca se manifestou sobre a questão.

“Diante da falta de confirmação, o roteiro [da solenidade de posse] foi fechado sem a parte da transmissão da faixa. Ocorre que a cerimônia já estava no discurso do prefeito eleito e ele [Tormin] tentou entrar por um portão que estava interditado, não era a porta de acesso do evento”, afirmou a procuradora.

Devido à falta de confirmação da transmissão do cargo e a retirada do roteiro dessa parte do evento, conforme a procuradoria, o ex-prefeito acabou barrado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.