Ação foi proposta pelo deputado estadual Delegado Humberto Teófilo, que alega ter sido intimidado quando era delegado em Inhumas

Ex-prefeito de Inhumas é condenado por danos morais
Foto: Jornal Opção

O ex-prefeito de Inhumas Aberlardo Vaz e seu advogado Hugo Medanha foram condenados pela Justiça por danos morais. Segundo as acusações, ambos teriam tentado “intimidar e constranger” o, na época, delegado de Inhumas e atual deputado estadual Delegado Humberto Teófilo (PSL).

A ação foi proposta pelo parlamentar, que relata no processo que os acusados teriam entrado no local de trabalho do delegado sem autorização prévia para intimidá-lo. Segundo Teófilo, a intimidação seria para tentar impedir investigações que apuravam supostos crimes cometidos por agentes públicos do município.

A sentença foi assinada pela juíza Mônica Cezar Moreno Senhorelo do 1º JECível, que concluiu que deve ser paga a indenização por danos morais no valor de R$ 9 mil.

O Jornal Opção tentou contato com o ex-prefeito, mas não obteve respostas.