Ex-líder do governo, Major Vitor Hugo destinou mais de R$ 137 milhões do orçamento secreto

Desse total, R$ 41,9 milhões foram destinadas a ações do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), geralmente usadas para pavimentações de ruas e obras públicas

Pré-candidato a governador de Goiás, o deputado federal Major Vitor Hugo (PL), ex-líder do governo Bolsonaro na Câmara, indicou R$ 138.164.575,45 em emendas de relator (RP9), do chamado orçamento secreto, para o estado.

Desse total, R$ 41,9 milhões foram destinadas a ações do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), geralmente usadas para pavimentações de ruas e obras públicas. Os dados são referentes aos anos de 2020 e 2021. O levantamento foi feito pelo Metrópoles, com base em ofícios enviados pelo Congresso Nacional ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em entrevista ao site The Intercept Brasil, o deputado Delegado Waldir (UB-GO), pré-candidato ao Senado, afirmou que líderes receberiam emendas de relator em dobro.

A verba do orçamento secreto tem sido usado pelo governo federal para agraciar aliados e quem vota junto ao governo em pautas importantes.

Vitor Hugo alegou, ao Metrópoles, que as emendas de relator são legais, têm previsão no Orçamento e “ajudam os municípios a terem acesso a custeios de saúde, melhorias na educação, a máquinas para o campo e a caminhões pipas”. “As indicações são legais, sempre informei os órgãos de controle. Os municípios goianos necessitam”, disse.

Entenda
O orçamento secreto, de emendas sem indicação de “padrinhos”, explodiu durante o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), com o objetivo de negociar apoio de políticos do Centrão. Bolsonaro já disse que o orçamento secreto “ajuda a acalmar” o Parlamento.

As indicações não eram públicas. Todas elas eram referenciadas ao relator-geral do orçamento, como se partissem apenas dele.

No fim de 2021, isso fez com que a execução do orçamento secreto fosse suspensa pelo Supremo, que exigiu a divulgação dos nomes dos parlamentares contemplados com as verbas.

*Com informações do Metrópoles e The Intercept Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.