Etanol pode começar a faltar em postos de Goiás já nesta 5ª-feira

Desabastecimento ocorre porque o tráfego de caminhões das usinas entre Goiânia e Senador Canedo está comprometido por conta dos protestos de caminhoneiros

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto) informou por meio de nota que pode começar a faltar etanol em alguns estabelecimentos do Estado já nesta quinta-feira (24/5) por conta do movimento grevista dos caminhoneiros, que já dura três dias.

De acordo com o sindicato, o desabastecimento ocorre porque o tráfego de caminhões das usinas entre Goiânia e Senador Canedo está comprometido.

“Caso o movimento continue, mesmo após o anúncio da redução no preço do diesel, o próximo combustível a faltar pode ser a gasolina, pela falta do etanol anidro, utilizado na mistura final do combustível”, completa.

No mesmo comunicado, o Sindiposto destca que a redução do preço do diesel em 10% na refinaria anunciada pela Petrobras nesta quarta-feira (23) só vai causar impacto para o consumidor caso haja redução nas distribuidoras, uma vez que os postos compram das distribuidoras e não da refinaria.

Segundo o presidente do Sindiposto, Márcio Andrade, esse reflexo no preço final provavelmente começará a ser sentido nos próximos dias, a depender do estoque de cada posto.

O Sindiposto não faz estimativa do valor da redução nas bombas, pois a decisão de repassar cabe ao proprietário de cada posto. No entanto, a entidade diz acreditar no repasse devido à grande concorrência entre os estabelecimentos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.