Estudante morre após cair dentro de vala em obra em Cabeceiras

Polícia Civil segue investigando se o responsável do acidente seria a administração municipal, a empresa contratada para o serviço ou algum morador local

O estudante João Pedro dos Reis Martins, 13 anos, morreu depois de cair de bicicleta dentro da vala de uma obra em Cabeceiras, no entorno do Distrito Federal. Agora, a Polícia Civil de Goiás (PCGO), investiga se a administração municipal, a empresa contratada para realizar o serviço ou até algum morador deve ser responsabilizado pela morte do adolescente João Pedro.

Em uma nota, a Prefeitura de Cabeceiras diz que uma empresa terceirizada abriu a vala devido à infiltração de águas pluviais e rompimento da pavimentação. Além disso, a administração alega que havia sinalização nas bordas do buraco e o tráfego de pessoas e veículos estava impedido, conforme os executores da obra. O Município também informou que irá colaborar com o seguimento da investigação. 

Agora, para a empresa, será necessário provar se havia ou não tapume instalado no local da obra ou se algum morador tirou a sinalização que poderia ter sido colocada na obra. Nome da empresa segue sem ser divulgado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.