Estudante de medicina é preso por suspeita de tráfico na região de Campinas

Cocaína comercializada a clientes com alto poder aquisitivo possuía alto teor de pureza, sendo popularmente conhecida como “escama de peixe”

Foto: Reprodução/ PCGO

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), nesta quinta-feira, 6, um estudante de medicina, de 36 anos, suspeito de traficar drogas no Setor Campinas, em Goiânia. A cocaína comercializada era de alto teor de pureza, sendo popularmente conhecida como “escama de peixe”, e os clientes possuíam alto poder aquisitivo.

O suspeito, que estudou alguns períodos do curso de medicina na Bolívia e depois transferiu pro Tocantins, vinha sendo monitorado há uma semana pelos investigadores e foi flagrado logo após vender uma porção de cocaína a um usuário. Em seu carro, os policiais civis encontraram pelo menos mais 20 outros exemplares da droga.

Em seguida, as equipes foram à residência do estudante, onde apreenderam mais dois quilos da droga, dinheiro em espécie, além de balança de precisão e diversas embalagens para o acondicionamento do entorpecente. O autor foi preso em flagrante e recolhido à prisão. Ele deve responder criminalmente pelo delito de tráfico de drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.