Estudante de Direito é preso suspeito de matar mulher encontrada dentro de mala

Ubiratan Guilherme Digues de Lima, de 35 anos, foi preso em um prédio no Setor Bueno onde trabalhava como porteiro

Ubiratan Guilherme Digues de Lima, 35 anos, identificado como suspeito de matar Adriana Nunes de Sousa e jogar o corpo dentro de uma mala no córrego | Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Goiás identificou Ubiratan Guilherme Digues de Lima, de 35 anos, como o suspeito de matar Adriana Nunes de Sousa, 24 anos, e jogar o corpo dentro de uma mala no córrego que divide os setores Vila São Joaquim e Vila Santos Dumont, em Aparecida de Goiânia.

O homem é estudante do 9º período do curso de Direito e foi identificado através de imagens de câmeras de segurança. Ele foi preso em um prédio no Setor Bueno onde trabalhava como porteiro.

De acordo com a polícia ele nega o crime e afirma que havia cedido a casa dele para que Adriana ficasse hospedada até conseguir abrigo em outro lugar.

A polícia, no entanto, investiga se o suspeito e a vítima tinham algum tipo de relacionamento amoroso e se o crime foi cometido por motivos passionais.

O caso

O corpo de bombeiros foi acionado na última sexta-feira (23/2) para fazer o resgate de um corpo encontrado dentro de uma mala no córrego que divide os setores Vila São Joaquim e Vila Santos Dumont, em Aparecida de Goiânia.

O corpo foi identificado como sendo da da piauiense Adriana Nunes de Sousa, de 24 anos.A identificação foi feita pela irmã da vítima, que não soube dizer o que poderia ter motivado a morte. Adriana foi encontrada com sinais de esganadura.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.