Estudante agredido pela PM em protesto recebe alta da UTI

Mateus Ferreira da Silva foi transferido para enfermaria do Hugo. Ele come normalmente e respira sem ajuda de aparelhos

O estudante do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG) Mateus Ferreira da Silva recebeu alta da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), diz nota divulgada pelo hospital na manhã desta terça-feira (9/5).

Segundo o hospital, o estudante foi transferido para um leito de enfermaria na noite da última segunda-feira (8/9) e seu estado de saúde é estável. Ele está consciente, orientado e verbalizando. Sua dieta é feita via oral e e ele respira de forma espontânea, sem ajuda de aparelhos.

Mateus Ferreira recebe tratamento no hospital desde o último dia 28 de abril, quando foi agredido durante protesto contra as reformas do presidente Michel Temer (PMDB), no Centro de Goiânia. Imagens do momento da agressão mostram o policial acertando um cassetete no rosto do estudante.

A Polícia Militar (PM) de Goiás afastou das ruas o capitão Augusto Sampaio de Oliveira Neto, subcomandante da 37ª Companhia Independente, em Goiânia. Segundo o comandante-geral da Polícia Militar de Goiás, coronel Divino Alves de Oliveira, o capitão continua exercendo funções administrativas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.