“Estranho falar que foi projeto pessoal se fui o candidato do partido”, diz Policarpo sobre Lincoln

Presidente eleito da Câmara de Goiânia comenta declarações de Lincoln Tejota e comenta racha no Pros

O vereador Romário Policarpo (Pros), eleito presidente da Câmara Municipal de Goiânia, disse que foi pego de surpresa com as declaração do próximo vice-governador, Lincoln Tejota, também do Pros.

Policarpo afirma que procurou Tejota e que ouviu do vice que ele ficaria neutro com relação a disputa. “Eu o procurei sim. O procurei numa sexta-feira, se não me engano, acompanhado do deputado estadual Vinícius Cerqueira. Ele disse que ficaria neutro, segundo ele por orientação do governador eleito Ronaldo Caiado”.

O vereador também rebate a acusação de Lincoln de que sua candidatura teria sido um “projeto pessoal”.  “Acho que ele foi um pouco infeliz quando ele disse que o projeto era um projeto pessoal meu, porque eu fui o candidato do presidente nacional do partido, Eurípedes Junior, fui o candidato do presidente metropolitano que é o Rodrigo Melo, esse trabalho foi feito dentro do partido. Ás vezes, a falta de contato dele com o presidente nacional acarretou essa divergência”, afirma.

Policarpo disse ainda que vai procurar Tejota para esclarecer as divergências.

Entenda o caso

O vice-governador eleito, Lincoln Tejota (Pros) alfinetou o colega de partido, Romário Policarpo, ao comentar a vitória para a presidência da Câmara Municipal de Goiânia.

“Infelizmente esse vereador não veio pro partido através de mim, não me procurou em nenhum momento desde que ele filiou a sigla, não me procurou no começo para pedir meu apoio, não conversou com Tiãozinho e eu não tenho compromisso com quem não tem compromisso comigo”, disse em entrevista.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fabrício Chaves

O “famoso quem?” falando do “excelentíssimo qual?”. Quem são esses 2? O que fizeram por nossa cidade? O que comem? Onde vivem? Acho que deveriam fazer um Globo Reporter especial dessas 2 “jóias” de Goiás.