“Estamos preparados para voltar com segurança”, diz presidente da Aer44

Reunião entre representantes do comércio da Região da 44 e o prefeito Iris Rezende (MDB) tratou da possibilidade de reabertura dos estabelecimentos

Reunião entre representantes de comerciantes da 44 com Iris Rezende| Foto; Ascom

Reunião entre representantes do comércio da Região da 44 e o prefeito Iris Rezende (MDB) na tarde desta quarta-feira, 22, tratou da possibilidade de reabertura dos estabelecimentos no local. A proposta é que a abertura respeite medidas sanitárias contra a Covid-19, como distanciamento mínimo, não aglomeração e uso de máscaras de proteção.

Entre as sugestões apresentada pelo presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes, está a restrição de caravanas de turistas vindas de outros estados. “Ele ouviu [as solicitações] muito atentamente. Deixamos claro para ele que durante esses 30 dias fechados nós usamos para nos preparar para abrir com segurança com todas as exceções”, informa Jairo.

O presidente da AER44 afirma que o prefeito ouviu atentamente às solicitações dos lojistas e que, a partir de deliberação do comitê de crise da Covid-19, montado com secretários do Paço Municipal, devem analisar os pedidos e sugestões do segmento comercial. “Estou muito esperançoso. O governador tem mais de 240 municípios para cuidar e cada prefeito cuida da sua cidade. O Iris recebe muito bem os comerciantes da 44”, aponta.

As medidas protetivas e preventivas propostas pela associação para a retomada da Região da 44 foram baseadas, segundo a entidade, nos preceitos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde. Entre as medidas terá limpeza e desinfecção diária das ruas e calçadas do pólo comercial, obrigatoriedade do uso de máscaras por todos os funcionários dos empreendimentos e por lojistas, disponibilidade de álcool em gel nas entradas de todos shoppings, galerias e hotéis.

O impedimento de receber caravanas de turistas de compras vindas de outros estados também é apontado como medida essencial para a volta do funcionamento. Com isso, a associação espera redução de 70% do fluxo de pessoas na região.

Selo

Um selo sanitário também foi proposto para uniformizar todos os procedimentos que deverão ser adotados em empreendimentos da região. As lojas que seguirem todo o protocolo sanitário de combate à pandemia de Covid-19 devem receber o selo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.