Estados brasileiros não apresentam alta de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

É a primeira vez que o número apresenta estagnação desde julho de 2020

O primeiro registro de óbito por Covid-19 no Brasil ocorreu no dia 17 de março de 2020. De lá para cá, o país somou nesta segunda-feira, 26, 392.204 vidas de brasileiros levadas pela pandemia. Nesta tragédia diária que já tem pouco mais de um ano, ao menos uma notícia positiva: nenhum estado apresentou tendência de alta nas mortes por Covid desde que os veículos de imprensa se uniram para o balanço dos números da pandemia, em julho de 2020.

Segundo o consórcio, a média móvel de mortes diária nos últimos sete dias é de 2.451, uma variação de -20% comparado com 14 dias atrás, indicando queda nos óbitos. No entanto, os números ainda são alarmantes. Abril foi o mês mais letal de toda a pandemia no Brasil. Nos últimos 96 dias, a média móvel de mortes ultrapassa mil. Nas últimas 24 horas foram 1.279 vidas perdidas. Os casos confirmados desde o último boletim foram novos 31.044 registros de diagnósticos positivos para o coronavírus.

Os dados apontam que já são mais de 14 milhões de brasileiros que souberam o que é, de fato, a Covid-19. A média móvel de contaminações nos últimos 7 dias foi de 56.106 novos casos da doença. Uma variação de -21% em relação a 14 dias atrás.

Vacina

A vacinação nesta segunda-feira, 26, abrangeu 29.554.723 pessoas em todo território nacional. Delas, 13.127.599 já receberam a segunda dose. Portanto, 6,20% da população brasileira é considerada imune ao vírus. Nas últimas 24 horas, 522.849 pessoas receberam a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Outras 548.499 receberam a segunda dose, totalizando 1.071.348 vacinados no último dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.