Estado Islâmico diz ser o responsável por queda de avião que matou 224 pessoas no Egito

Aeronave russa caiu na manhã desta sábado (31) na Península do Sinai, após descolar da localidade turística de Sharm El Sheikh

Um grupo militante afiliado ao Estado Islâmico no Egito assumiu, via Twitter, a responsabilidade pela queda de um avião russo em território egípcio, na manhã deste sábado (31/10).

“Os combatentes do Estado Islâmico foram capazes de derrubar um avião russo sobre a província do Sinai que levava mais de 220 cruzados russos. Eles foram todos mortos, graças a Deus”, disse a declaração que circula no micro-blog.

A aeronave russa com 224 pessoas a bordo caiu na Península do Sinai, no Egito, após descolar da localidade turística de Sharm El Sheikh.

Um representante do governo egípcio, Hussam el-Kawish, disse à Sputnik que o avião russo ficou completamente destruído e que não há sobreviventes. Por enquanto, os corpos de mais de cem pessoas já foram encontrados.

Testemunhas citadas pelo site de notícias al-Masry al-Youm disseram ter visto o avião incendiado, provavelmente do motor.

Deixe um comentário