Estado faz pacto pela educação infantil com 10 maiores municípios goianos

Objetivo é investir na educação para aumentar a competitividade do Estado; Aliança Municipal pela Competitividade – Educação Infantil será assinada em março

Governador se reúne com representantes dos municípios que farão parte da aliança | Foto: Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (2/2) o governador Marconi Perillo (PSDB) propôs, com os dez maiores municípios do Estado, a formação da Aliança Municipal pela Competitividade com foco na Educação Infantil dentro do Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). Goiânia, Anápolis, Águas Lindas, Aparecida de Goiânia, Trindade, Luziânia, Novo Gama, Valparaíso, Rio Verde e Formosa representam 65% do déficit na educação infantil do Estado.

O governo quer focar na melhoria dos índices nas questões de ofertas deste ciclo da educação, principalmente para crianças entre 4 e 5 anos de idade, e de mais creches. O objetivo maior é aumentar a competitividade do Estado.

Todos os municípios — com exceção de Formosa, que não mandou representante para o encontro — deram o aval para participar da Aliança. No próximo dia 1º de março, será assinado o acordo da formação da Aliança Municipal pela Competitividade – Educação Infantil. Na ocasião, serão pactuadas as metas para os próximos dois anos.

Os prefeitos e o governador devem se reunir com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para pedir apoio à aliança. Além disso, será realizado em Goiânia, no mês de junho, um seminário internacional para discutir a questão da educação infantil.

Marconi traçou um quadro otimista para a economia brasileira para os próximos anos e lembrou que se Goiás quer ser um Estado inovador e desenvolvimentista, deve investir agora na educação infantil. “Estado e municípios precisam unir forças para conseguir vencer os quatro principais desafios do Governo que são: melhorias e universalização da educação infantil; redução da mortalidade infantil; aumento da segurança pública e redução do déficit habitacional”, enfatizou.

O vice-governador José Eliton (PSDB) lembrou que o avanço nesses quatro setores representa melhor qualidade de vida para a população goiana e mais desenvolvimento para o Estado, com a atração de investimentos. O secretário de Gestão e Planejamento (Segplan), Joaquim Mesquita, coordenador do Programa GMCI, destacou o esforço do Governo para a melhoria dos indicadores econômicos e sociais do Estado e disse que a aliança com os municípios será um passo decisivo para o desenvolvimento dos programas governamentais.

Segundo a secretária da Educação, Cultura e Esportes, Raquel Teixeira, investir em educação infantil é um ponto fundamental para a competitividade de qualquer Nação. Com base em dados coletados pela Segplan e Seduce, com o apoio da consultoria Macroplan, 90,7% dos municípios goianos não têm vagas em creches suficientes para atender a demanda e em outros 58,1% dos municípios faltam vagas na pré-escola. Apenas 40% dos municípios do Estado atendem 100% da demanda das famílias por vagas em pré-escola.

A secretária entende que, com a parceria com os municípios, será possível avançar nesses indicadores. Segundo ela, o Governo já tem um levantamento detalhado da oferta de vagas em creches e em pré-escolas em todos os municípios, bem como o diagnóstico do setor. “Agora é só chegarmos a um acordo comum sobre as metas a serem cumpridas para melhorar a educação infantil em Goiás”, estimou.

Apoio

Os prefeitos presentes no encontro com o governador aplaudiram a ideia da formação da Aliança Municipal pela Competitividade – Educação Infantil – dentro do GMCI, e também estão apostando no sucesso do programa. O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (PMDB), lembrou que o grande problema dos municípios hoje é a falta de recursos para bancar o custeio da máquina administrativa. “Temos muitos prédios para creches e escolas. Mas não temos como pagar os servidores e bancar os custos de manutenção”, assinalou. Por isso, segundo o prefeito, a parceria com o Governo vai ajudar muito.

O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Osmarildo Alves de Sousa (PSDB), também aplaudiu a iniciativa do governador Marconi e o de Valparaíso, Pabio Correia Lopes (PSDB), entende que a parceria do Estado com os municípios ajudará a alavancar a educação infantil. O prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB), afirmou que os municípios goianos precisam muito do apoio do governo estadual para crescerem e se tornarem competitivos.

Participaram do encontro com o governador Marconi Perillo, na manhã desta quinta-feira, para discutir o pacto pela educação infantil, além do vice-governador José Eliton, e dos secretários Joaquim Mesquita, Luiz Maronezzi (SED) e Raquel Teixeira, os presidentes da Federação Goiana dos Municípios Aroldo Naves,  e o da Associação Goiana dos Municípios, Cleudes Baré, e a deputada Lêda Borges (PSDB).

Estavam presentes os prefeitos de Trindade, Jânio Darrot; de Luziânia, Cristovão Tormim (PSD); de Novo Gama, Sônia Chaves (PSDB); de Valparaíso, Pabio Correia: de Anápolis, Roberto Naves (PTB); de Águas Lindas, Osmarildo Alves de Sousa e o de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, além do secretário de Educação de Goiânia, Marcelo Ferreira da Costa, e o de Rio Verde, Miguel Rodrigues Ribeiro. (Informações da Segplan)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.