Estado assina convênio de R$ 440 milhões com prefeito do PMDB e mineradora de ouro

Expectativa é de geração de 2.885 empregos diretos e indiretos no desenvolvimento das obras civis e de 1.971 empregos diretos e indiretos na fase de operação

Em Mara Rosa, trabalhadores operam broca para extração mineral. Foto: Reprodução/Amarillo

Em Mara Rosa, trabalhadores operam broca para extração mineral. Projeto quer beneficiar fundição de ouro no mnunicípio de Mara Rosa | Foto: Reprodução/Amarillo

O governo do Estado pretende fazer investimento fixo de R$ 440 milhões em projeto de extração, beneficiamento e fundição de ouro na cidade de Mara Rosa, a 367 km de Goiânia. Na manhã desta sexta-feira (4/7), o governador Marconi Perillo (PSDB) assina protocolo de intenções com o prefeito Elvino Coelho Furtado (PMDB) e a empresa de mineração Amarillo Gold Corporation.

Com o investimento, está prevista a geração de 2.885 empregos diretos e indiretos no desenvolvimento das obras civis e de 1.971 empregos diretos e indiretos na fase de operação. Assim como outros municípios, como Alto Horizonte, Barro Alto, Catalão e Minaçu, Mara Rosa se destaca na indústria mineradora.

Os principais materiais extraídos em solo goiano são o cobre, ouro, cobalto, níquel, nióbio, fosfato e amianto. Eles são considerados supercondutores e essenciais para a fabricação de aparelhos que contêm as novas tecnologias de ponta, como lasers, chips de computadores e telas de cristal líquido.

A atividade representa 12,6% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) total arrecadado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.