Estado anuncia investimentos de R$ 32,4 milhões no sistema prisional

Dinheiro está sendo usado para aquisição de novas armas, bloqueadores de celular, veículos para transporte de presos e outros equipamentos

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Bloqueadores de celular e scanners humanos foram instalados no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Com a aquisição de novas armas, munições, detectores de metal e outros equipamentos, além da locação de novos veículos para transporte de presos, a Superitendência Executiva da Administração Penitenciária (Seap) da Secretaria da Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) anunciou investimento de R$ 32,4 milhões no sistema prisional do Estado.

Estão sendo entregues 1,8 mil algemas e 566 pistolas às unidades prisionais (UPs). A entrega desses equipamentos aos agentes será feita ao final do curso de habilitação que será iniciado nos próximos quinze dias.

O Grupo de Operações Regionais (Gore) e o Grupo de Operações Penitenciárias (Gope) estão recebendo escudos à prova de bala, que foram adquiridos pelo Estado por meio de licitações. A gestão investiu também em carabinas, pistolas, espingardas e capacetes balísticos.

“Reaparelhar as unidades dando maior suporte aos Agentes de Segurança Prisional, que trabalham diretamente com os reeducandos, reforça a segurança dos servidores e da população em geral”, diz o superintendente da Seap, coronel Edson Costa Araujo.

Viaturas

Novas viaturas — 25 furgões e mais de 20 camionetes — foram adaptadas para realização de escolta com o objetivo de humanizar o transporte dos presos e proporcionar maior segurança a eles e à sociedade. Essa nova frota foi garantida através de locação contratada por meio de licitação.

Para o Estado, essa modalidade garante maior economia devido à desobrigação da administração penitenciária dos custos de manutenção e seguro dos veículos, além de garantir a reposição imediata caso a viatura precise de conserto.

Bloqueador de celular

Bloqueadores fixos e móvel de celular também foram adquiridos pelo Estado. O móvel poderá ser usado durante operações nas UPs e os fixos foram instalados no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde se concentra o maior número de presos.

Outra aquisição foi de scanners humanos, que poderá ser em revistas realizadas a visitantes e servidores, além de outras operações. Quatro equipamentos foram comprados, dois estão instalados na Casa de Prisão Provisória (CPP) e os outros dois na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG), ambos localizados no Complexo Prisional de Aparecida.

Confira os valores dos investimentos:
  • Bloqueadores de celular: R$ 4,5 milhões
  • Scanner humano: R$ 4,7 milhões
  • Sistema de revista eletrônica: R$ 1,9 milhão
  • Tornozeleiras eletrônicas: R$ 4,3 milhões
  • Tornozeleiras eletrônicas (Depen): R$ 1,7 milhão
  • Armamento e munições: R$ 2 milhões
  • Equipamentos de segurança: R$ 1,1 milhão
  • Locação de veículos: R$ 12 milhões

* Com informações da Superintendência Executiva da Administração Penitenciária da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária – SSPAP

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.