Esposa de Carlos Cachoeira posta foto em casa e Maurício Sampaio é flagrado ao fundo

A foto foi retirada do instagram de Andressa, que no lugar postou uma foto com a mesma legenda, sendo que ao fundo estava seu esposo, Carlos Cachoeira

andressa e sampaio

Andressa Mendonça, esposa de Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, postou na última quinta-feira (12/6) uma foto mostrando seu novo brinco, com a legenda “Amei meu brinco novo! Já estou usando”. Até aí, nada que capte a nossa atenção, a não ser o réu Maurício Sampaio, denunciado como mandante do assassinato do cronista esportivo Valério Luiz de Oliveira, ao fundo da fotografia sentado em uma cadeira, sorrindo distraído. A última quinta-feira (12), dia da abertura da Copa do Mundo e o jogo da seleção brasileira, brasileiros se reuniram em suas casas e em bares com amigos e familiares para assistir ao jogo.

A foto foi retirada do instagram de Andressa, mas ainda assim alguém viu a imagem com Sampaio e copiou, tendo enviado para Valério Luiz, filho do cronista, que divulgou a fotografia em sua página do Facebook. Na manhã desta sexta-feira (13) a empresária colocou a sua página da rede social no modo “privado”, impedindo pessoas que não a seguem de visualizarem suas fotos.

O empresário Carlos Cachoeira foi apontado como chefe de um esquema de exploração de jogos ilegais e corrupção em Goiás e no Distrito Federal em uma operação deflagrada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF) conhecida como Operação Monte Carlo. Na época, vários políticos foram apontados como envolvidos no esquema. O empresário foi condenado a 39 anos e 8 meses de prisão pelos crimes de peculato, corrupção, violação de sigilo e formação de quadrilha. Carlos Cachoeira recorreu da sentença e aguarda pela decisão em liberdade.

O processo do ex-dirigente do Atlético Clube Goianiense Maurício Sampaio continua em aberto, sendo que além de Sampaio mais quatro pessoas também foram denunciadas como tendo participação no crime do cronista esportivo Valério Luiz. Todos os acusados de envolvimento no crime aguardam o julgamento em liberdade.

No início deste mês o Ministério Público de Goiás (MPGO) requereu a decretação de prisão preventiva contra o ex-cartorário Maurício Sampaio pelos crimes de peculato, cobrança de tributo indevido ou com emprego de meio gravoso e modificação do sistema de informações sem autorização. O pedido foi negado pela Justiça no mesmo dia. No mês de maio o MPGO também instaurou uma ação civil pública contra Sampaio e seus três filhos por improbidade administrativa.

Leia Mais:
Revista Época revela elo entre o goiano Carlos Cachoeira e ex-diretor da Petrobrás que foi preso pela Polícia Federal
Irmão e sobrinho de Carlinhos Cachoeira negam exploração de jogos ilegais
Maurício Sampaio é posto em liberdade novamente
Julgamento dos acusados no Caso Valério Luiz começa nesta segunda-feira
Justiça federal deflagra nova instrução criminal envolvendo Carlinhos Cachoeira
Ex-desembargador supostamente aliciado por Carlos Cachoeira e mais 4 são processados pelo MPF-GO
TJGO adia julgamento de Demóstenes Torres, Carlos Cachoeira e Cláudio Abreu
Jovair Arantes afirma que apoio à PEC dos Cartórios é questão partidária, não vontade própria

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.