Espetáculo de dança será realizado em prédios históricos de Goiânia

Com artistas de cinco países da América Latina, apresentação de dança é inspirada em escritas indígenas

O Grupo Contemporâneo de Dança Livre apresenta o espetáculo “Cartografias” nos dias 24, no Museu de Arte de Goiânia (MAG), e 25 de março no Grande Hotel Goiânia, às 20 horas. A apresentação de dança é uma obra de improvisação construída a partir do tripé de investigação de novas formas de territorialidade, intercâmbios à distância entre os artistas convidados e o trabalho com poemas escritos por mulheres indígenas latino-americanas, sendo elas a Graça Graúna (Brasil), Graciela Huinao (Chile), Irma Pineda (México) e Yenny Muruy Andoque (Colômbia). 

As apresentações serão realizadas em caráter híbrido, ou seja, presencial e virtual. Na espetáculo ao vivo, os bailarinos Duna Dias e Leonardo Augusto iram realizar uma performance de dança. Enquanto isso, serão projetadas imagens de 15 artistas convidados, de cinco países da América Latina, que estarão dançando. A proposta é promover um diálogo entre o corpo, a cidade e seus cruzamentos por meio da dança. Os convidados dos espetáculos integram países, como o Brasil, Costa Rica, Colômbia, México e Peru. A trilha sonora é da artista argentina Sofi Álvarez.

Integrante do Grupo Contemporâneo de Dança Livre, Duna Dias explica que o projeto nasceu da possibilidade de investigar a dança a partir de relações, discussões, compartilhamentos e observações coletivas, descentralizando suas ideias e promovendo o intercâmbio de experiências entre diferentes vias para ampliar o ângulo de perspectiva do que é criado em dança hoje. Além disso, ele é derivado de uma experiência que o grupo viveu durante dois anos da pandemia, quando isolados em suas casas, dançarinos e outros artistas se reuniam de forma online para dançar e se apresentar em lives.

As apresentações terão duração de 30 minutos cada e serão gratuitas. Não haverá limite máximo de público por sessão, sendo respeitados os protocolos sanitários vigentes em cada cidade no momento de realização do projeto. A classificação do espetáculo é livre. Depois das apresentações em Goiânia, o “Cartografias” segue para a cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, nos dia 26 e 27 deste mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.