Especialistas destacam que a ventilação de ambientes é mais importante do que a desinfecção de superfícies na prevenção ao coronavírus

Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos alerta que o risco de transmissão de covid-19 por superfícies contaminadas, é menor quando comparado à transmissão por gotículas ou aerossóis presentes em ambientes mal ventilados 

Coronavírus | Foto: Getty Images

A agência de saúde pública dos Estados Unidos, denominada Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC na sigla em inglês), divulgou informações que afirmam que o risco de infecção pelo novo coronavírus é maior em situações de contato direto, transmissão por gotículas ou por partículas ainda menores que as gotículas, as chamadas aerossóis. 

Segundo o CDC, o risco de transmissão da covid-19 pelo contato com superfícies contaminadas é considerado mais baixo. O contágio pelo ar varia em função de fatores como quantidade de pessoas presentes em um local, ventilação do mesmo, tempo de exposição e o uso adequado das máscaras de proteção. 

Especialistas alertam para o fato de que é importante que as pessoas entendam sobre o risco de transmissão do coronavírus por partículas presentes no ar, pois somente assim se darão conta da importância de evitar locais mal ventilados ou que tenham aglomerações de pessoas. 

Mesmo diante desse alerta, médicos e cientistas ressaltam que a higienização das mãos e de outros produtos devem ser mantidos, uma vez que o risco de contágio por covid-19 e outras doenças é ainda mais evitado dessa forma. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.