Especialistas advertem sobre os riscos da “doença do beijo”, enfermidade comum nesta época do ano

É preciso ter cautela, entre as doenças que podem ser transmitidas pelo ato de beijar estão ainda o HPV, herpes e sífilis

Foto: reprodução

Carnaval é sinônimo de curtição e festa, em meio a toda essa diversão, para muitos também é época de beijar na boca. Embora seja um ato comum, o beijo pode ser perigoso.  Entre as várias bactérias e vírus que podem ser transmitidos existem doenças que precisam ser encaradas com cautela. A mononucleose (doença do beijo) e o HPV, por exemplo, podem ser transmitidos pela saliva.

Apesar das inúmeras campanhas voltadas para a conscientização da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, ainda se fala muito pouco sobre doenças que podem surgir pela saliva.

O alerta é do Grupo Qualidade em Saúde, com mais de 1.000 dentistas pelo país, que reforça a conscientização sobre o “beijo com responsabilidade” nesta época do ano. Além da mononucleose e HPV, o beijo ainda pode transmitir doenças com herpes, sífilis e resfriado

Segundo os especialistas do Grupo é fundamental manter visitas regulares a dentistas já que nem sempre são doenças de fácil identificação. Os dentistas também reforçam que prevenir com a realização de uma higiene bucal adequada é necessário: escovação e uso de fio dental diariamente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.