Especialista diz que falta de empenho não impede pagamento de folha de dezembro

Auditor fiscal aponta que é possível empenhar 1/12 (um doze avos) do orçamento anterior no exercício atual

O Jornal Opção conversou com o auditor fiscal Jeovalter Correia para entender a questão do não empenho de parte da folha do funcionalismo público do mês de dezembro do último ano. Segundo o especialista, a motivo alegado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e a secretária da Fazenda Cristiane Schmidt, “não é motivo para não pagar”.

Para Jeovalter, a declaração da secretária da Fazenda, de que mesmo que o governo tivesse dinheiro em caixa, não poderia realizar o pagamento por falta de empenho também está equivocada.

“Existe previsão na lei para esse caso em que o empenho não foi realizado. A situação é corriqueira e não pode ser usada como desculpa”, disse o auditor ao afirmar que é possível empenhar 1/12 (um doze avos)   do orçamento anterior neste exercício.

No entanto, o especialista afirma que não acredita na má-fé da atual gestão e explica que a equipe ainda estaria tomando conhecimento de toda a situação do estado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Alba Borges de Medeiros

GREVE GERAL

Lucimar Vaz

Acredito que o certo é pagar o dezembro , parece calote de ambos governos . Um porque não quis pagar , o outro porque acha que não é sua responsabilidade , por isso pode prorrogar o pagamento . Governos não mudam , não se pode acreditar em ninguém. Somos fantoches nas mãos desses ” dirigentes”.

Ricardo

Caiado nunca mais… Daqui 4 anos tem eleição.

Eliana

Fico vendo o noticiário a respeito de pagamento dos servidores e cada vez entendo menos as justificativas qual é o critério que é adotado para pagamento os que ganham salários maiores são melhores de serviço os aposentados que dedicaram anos de sua vida em benificio do governo deixaram seus lares filhos esposass (os) a Secretária da Fazenda tem o displante de dizer que já passou por esta situação com sua mãe no passado nos estamos vivendo e o presente sem recursos financeiros pra pagar e materiais as despesas do mês será que eles estão passando pir dificuldades financeiras e agora… Leia mais

Dalmo cavalcante

Eu não sou servidor público do estado de Goiás mais já percebi que fiz à escolha errada vontando no Ronaldo caiado, acreditei tanto que ele seria à única salvação para Goiás, mais acho que político é mesmo tudo igual.

Elzearius

Não é má fé, é simplesmente incompetência gerencial.

Jéssica Godinho

Então se e possível pagar o que estão esperando?? Isso não passa de auto beneficiação! Querem aparecer como salvadores de Goiás… Não queremos saber de politicagem barata, queremos o nosso salário, trabalhamos por ele. Isso é uma vergonha!!