Presidente declarou a independência da região em relação à Espanha, mas suspendeu os efeitos desse processo para promover a abertura de um diálogo

O governo espanhol anunciou que tomará o controle da Catalunha caso o líder local, Carles Puigdemont, responda com ambiguidade à pergunta de Madri se ele declarou independência da região em relação à Espanha, disse neste sábado (14/10) o ministro do Interior.

O presidente da Catalunha, Carles Puidgdemont, baseado no referendo de 1º de outubro, declarou a independência da região em relação à Espanha, mas suspendeu os efeitos desse processo para promover a abertura de um diálogo.

Segundo Puigdemont, “há muitas propostas de mediação, algumas das quais seriam difíceis de imaginar até pouco tempo atrás”.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, deu ao líder catalão até segunda-feira (16) para que esclareça sua posição e até quinta-feira para mudar de ideia, caso insista na separação. 

“A resposta não pode ser ambígua. Ele precisa dizer ‘sim’ ou ‘não'”, disse à rádio Cope o ministro do Interior da Espanha, Juan Ignácio Zoido.