Espaço aéreo de Brasília está protegido para posse presidencial

Esquema de segurança para solenidade que empossa Jair Bolsonaro, que sofreu atentado faca durante campanha, é o maior já visto em Brasília

A Força Aérea Brasileira (FAB), a algumas horas do início da cerimônia de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, nesta terça-feira, 1°, mantém em alerta sustema de defesa específico para os céus em caso de emergência.

Nas redes sociais, a FAB informou: “O sistema de defesa aeroespacial está pronto para #OperaçãoPosse! Aeronaves de defesa aérea e alarme aéreo antecipado já estão em voo e o sistema de defesa antiaérea em posição e pronto para operação.”

O sistema estava previsto como parte do esquema de segurança para a cerimônia de posse de Bolsonaro que ocorre em três momentos distintos: no Congresso Nacional, depois no Palácio do Planalto e termina no Itamaraty. O esquema de segurança para a posse de Jair Bolsonaro, que sofreu um atentado a faca durante a campanha, é o maior já visto em Brasília.

A FAB também divulgou que as áreas de exclusão, com três níveis de restrição, foram acionadas ao meio dia. Só aeronaves autorizadas, como o helicóptero que transmitirá as imagens da posse, poderão sobrevoar a Esplanada dos Ministérios e os locais por onde passará, a partir das 14h,  o cortejo presidencial. 

As restrições de voos não afetam o aeroporto internacional da Capital, distante da Esplanada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.