Escolha do Novo líder do PSL na Câmara divide opinião de especialistas

Falta de experiência do deputado Major Vitor Hugo (PSL) traz incertezas entre cientistas políticos

A decisão do presidente Jair Messias Bolsonaro, em definir Major Vitor Hugo, como líder do PSL na bancada da Câmara dos Deputados repercutiu entre cientistas políticos como um possível risco para o partido e para o novo governo.

O Jornal Estadão, que nesta terça-feira, 15, publicou uma análise de dois especialistas da área, destacou fatores como a falta de experiência e necessidade do novo líder em ter atributos como diplomacia, persuasão e carisma.

Por outro lado, ao Jornal Opção, o cientista político Guilherme Carvalho diz não interpretar a nomeação como um risco. “Não me parece uma tarefa das mais difíceis, a bancada do PSL cresceu em função do Bolsonaro. Então ao que me parece, Vitor Hugo não terá grandes problemas com a bancada dele”, afirma.

Ainda como destaque, Guilherme Carvalho diz que um cargo de maior risco para Bolsonaro será a escolha do líder do governo na Câmara, que deve ser feita nas próximas semanas. “Mais relevante que o líder da bancada será o líder do governo, por que esse vai dialogar não só com o partido e com os aliados, mas também com a oposição” pontuou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.