Escolas em comunidades indígenas e quilombolas recebem acesso à internet

Parceria do governo estadual com Ministério da Ciência Tecnologia e Informações levou internet via satélite para escolas de comunidades em cinco municípios goianos

Comunidade quilombola recebe acesso à internet via satélite da Telebrás em Goiás | Foto: Divulgação

Uma parceria do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) levou acesso à internet via satélite para comunidades indígenas e quilombolas Kalunga de cinco municípios goianos.

As conexões, via satélite da Telebrás, estão instaladas em unidades escolares e possuem 10 megabites por segundo (Mbps) de download e 1 megabits por segundo de upload. Com o serviço, as regiões Central e Nordeste de Goiás poderão aplicar ensino à distância, treinos e capacitação de servidores de maneira remota, além de possibilitar o desenvolvimento de pohgramas sociais nessas comunidades.

Técnicos da Sedi testaram as instalações com finalizarem de checar o potencial de uso para ensino à distância e obtiveram resultados positivos para áudio e vídeo durante interação entre aluno e professor.

“Os testes demonstraram o potencial desta solução na medida em que estabelece canais de comunicação, seja para programas educacionais ou mesmo sociais, tais como: assistência e saúde. As conexões satelitais permitirão estender, com eficácia, ações do Governo de Goiás às comunidades mais remotas”, avaliou Wagner Gomes, superintendente de Operação e Serviços da subsecretaria de Tecnologia de Informação da Sedi.

Unidades beneficiadas

Foram beneficiadas as Escola Estadual Calunga I, Joselina Francisco Maia e Vereador Anedino de Deus Coutinho, na zona riral de Cavalvante. Também a Escola Estadual Povoado Nova VIsta, Colédio Estadual do Povoado Barreiro e COlégio Estadual Baíslio Evangelista ROsa, em Posse e Nova Crixás.

Em Flores de Goiás, o Colégio Estadual Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, com extensão para o Assentamento São Vicente. O Colégio Estadual Júlio César Teodoro, com extensão para a Escoal Municipal Canabrava, na Fazenda Canabrava, e a Escola Municipal Santa Maria, no Povoado de Santa Maria.

Em Rubiataba, os colégiosestaduais Indígena Cacique José Borges e Antônio Braga, com extensão ao povoado de Bragolândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.