Escola em Anápolis é desocupada e manifestantes são presos por posse de droga

Policiais foram chamados pela diretora da unidade depois que ocupantes afirmaram haver homem baleado dentro do prédio

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) e a Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO) informam que o Colégio Estadual Américo Borges de Carvalho, em Anápolis, foi desocupado nesta sexta-feira (19/2) pela Polícia Militar (PM) após denúncia de disparo de arma de fogo dentro da unidade escolar.

Os cinco homens e uma menor de 16 anos que ocupavam a unidade foram flagrados com várias porções de maconha e crack e por isso todos os envolvidos foram levados à delegacia. Dois dos homens detidos, identificados como Michel Rodrigues Gomes de Lima e Alisson Ribeiro dos Santos, já tinham passagens pela polícia por posse ilegal de droga. A ficha criminal de Alisson também continha antecedentes criminais por desobediência, incitação ao crime, ameaça e perturbação do sossego.

A diretora da escola, Franciele Loureço Dias, afirmou que nenhum dos ocupantes era alunos do colégio. “Apenas um deles era nosso conhecido por ter estudado na unidade há algum tempo”, informou.

Franciele explicou que, nesta manhã de sexta-feira, ela e um grupo de 15 alunos com apoio de alguns professores foram até a porta da escola conversar com os manifestantes para tentar negociar a desocupação, como já haviam feito várias vezes anteriormente. “Quando chegamos fomos informados que um ex-presidiário ferido com um tiro estava dentro da unidade. Ficamos assustados e uma professora acionou uma viatura”, relevou.

Segundo a Polícia Militar, duas equipes de apoio foram até o local para confirmar o que havia sido dito pelos ocupantes, mas foram impedidos de entrar, mesmo após tentativa de negociação. Os policiais entraram na escola e constataram que não havia ninguém ferido, mas os seis ocupantes foram detidos por posse de drogas.

A diretora foi até a delegacia prestar depoimento e informou que o colégio, aparentemente, não foi depredado. A limpeza e organização da unidade serão realizadas ainda nesta sexta-feira. De acordo com Franciele, o ano letivo na unidade começa na próxima segunda-feira (22).

Em comunicado, a Seduce e SSP-GO afirmaram que “Os esforços são no sentido de que as desocupações ocorram de forma espontânea, a partir da negociação e do diálogo, como aconteceu em todas as 25 escolas que já foram desocupadas”. Esta é a 26º unidade devolvida à Secretaria de Educação. No momento, três escolas continuam ocupadas.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Epaminondas

Este é o perfil das pessoas que desejam que não se mova uma palha no sistema de educação público.

Como fazê-lo então funcionar? Despejando mais dinheiro. Não tem como dar errado. Se der, é só colocar mais dinheiro.