Equipe de Goiás que atuava nos incêndios do Pantanal é desarticulada por falta de recursos

Grupo era composto por 11 brigadistas e um supervisor de brigadas

A Associação Nacional dos Servidores de Meio Ambiente (Ascema) afirmou nesta quinta-feira, 22, que um grupo composto por 11 brigadistas e um supervisor de brigadas, que estava em combate na região do Pantanal (MT), foi desarticulado após a determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para que as brigadas de incêndios florestais interrompam os trabalhos.

A decisão do Ibama foi tomada sob justificativa escassez de recursos que devem ser repassados pelo governo federal. A Ascema ainda afirmou que, como no momento Goiás não registra nenhum incêndio que demande um combate ampliado, os brigadistas do Estado estavam atuando em frentes de outros estados, onde havia a demanda.

“Se o governo não repassa recursos, os servidores e os brigadistas não podem estar em campo, arriscando suas vidas sem o mínimo de suporte e garantias nem condições apropriadas de trabalho” disse Ascema em comunicado.

O Ibama emitiu uma nota dizendo que a “exaustão de recursos” levou ao recolhimento das brigadas que atuam no combate a incêndios florestais. “O Ibama tem recorrido a créditos especiais, fundos e emendas. Mesmo assim, já contabiliza R$ 19 milhões de pagamentos atrasados, o que afeta todas as diretorias e ações do instituto, inclusive, as do Prevfogo”.

Leia nota do Ibama na íntegra:

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) informa que a determinação para o retorno dos brigadistas que atuam no Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) acontece em virtude da exaustão de recursos. Desde setembro, a autarquia passa por dificuldades quanto à liberação financeira por parte da Secretaria do Tesouro Nacional.

Para a manutenção de suas atividades, o Ibama tem recorrido a créditos especiais, fundos e emendas. Mesmo assim, já contabiliza R$ 19 milhões de pagamentos atrasados, o que afeta todas as diretorias e ações do instituto, inclusive, as do Prevfogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.