Engenheiro morre após queda de patinete elétrico. Em Goiânia, regulamentação continua em discussão

Ao cair, homem bateu a cabeça em um bloco de concreto e sofreu traumatismo craniano encefálico grave. Acidente aconteceu em Belo Horizonte (MG)

O engenheiro Roberto Pinto Batista Júnior, de 43 anos, morreu ao cair de um patinete elétrico em Belo Horizonte (MG). O acidente aconteceu enquanto o engenheiro trafegava pela Avendida Paraná. Ao cair, o homem bateu a cabeça em um bloco de concreto e mais tarde foi a óbito.

De acordo com informações do Estadão, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou que Roberto teve traumatismo craniano encefálico grave. Ainda no local do acidente, o engenheiro sofreu duas paradas cardiorrespiratórias.

Conforme mostrado pelo Jornal Opção, em julho, a youtuber e apresentadora de televisão, Emily Hartridge, também morreu em um acidente de patinete. Ela se chocou contra um caminhão nas ruas de Londres. Via Instagram, a família da britânica confirmou a morte.

Goiânia

Os patinetes elétricos desembarcaram em Goiânia no dia 22 de março, no setor Marista e Bueno. Desde então, a regulamentação do uso do equipamento vem sendo discutida. Até lá, a recomendação é que o usuário faça uso constante de capacete. Também existe uma cobertura de seguro em caso de acidentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.