Iniciativa da Enel colabora com a melhoria da eficiência energética e assegura energia confiável

Projeto da Enel visa garantir energia mais barata para o consumidor | Foto: Reprodução

A Enel Distribuição Goiás abriu uma chamada pública de projetos (CPP), que disponibilizará R$ 4 milhões para o financiamento de projetos com foco no consumo eficiente de energia elétrica.

O Projeto de Eficiência Energética (PEE) da Enel Distribuição Goiás é regido pela Lei n° 9.991, de 24 de julho de 2000, e regulamentado pela Aneel. A legislação determina que distribuidoras de energia apliquem anualmente 0,4% de sua receita operacional líquida anual no desenvolvimento em ações de eficiência energética no uso final de energia elétrica, por meio de projetos executados em instalações dos consumidores.

Na última chamada pública, em 2019, foram selecionados projetos de eficiência energética em iluminação pública, troca de lâmpadas, climatização com substituição de aparelhos de ar-condicionado, troca de equipamentos diversos e construção de usinas de energia solar, entre outros. O Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição Goiás existe desde 1999 e já investiu aproximadamente R$ 160 milhões em 112 projetos com foco no consumo eficiente de energia.

O edital está disponível para consulta dos interessados no site da CPP (https://enel.chamadapublica.com.br/).  No dia 8 de dezembro, a Enel vai promover o Workshop de Chamada Pública de Projetos para explicar como funciona a inciativa e como os consumidores podem participar. Este ano, em razão da pandemia do novo coronavírus, a iniciativa será realizada de forma virtual. O link para o evento será disponibilizado aos interessados dentro da página da CPP.

Ao assumir um compromisso público com seis dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, o projeto da distribuidora, Enel Compartilha Eficiência, coloca em prática uma iniciativa que colabora com a melhoria da eficiência energética, impulsionando o ODS de número 7, que consiste em assegurar energia confiável, sustentável, moderna e a preço acessível para todos.

Quem pode participar? 

Clientes das classes residencial, rural, comercial e serviço, industrial, poder público, serviço público e iluminação pública, que poderão submeter projetos entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão, referentes aos seguintes temas: troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas motrizes, instalação de aquecedores solares e sistemas fotovoltaicos, modernização de sistemas de iluminação e refrigeração, entre outros. A execução dos projetos selecionados está prevista para ocorrer entre os anos de 2021 e 2022.

Como vai ser a seleção?

A CPP 2020 será realizada em apenas uma fase. Os projetos inscritos passam por uma análise e classificação, que leva em conta a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas e a pontuação atingida de acordo com os critérios estabelecidos no edital. A classificação dos projetos habilitados segue metodologia definida pela Aneel, por meio de uma Comissão Julgadora, que irá analisar e pontuar os projetos submetidos de acordo com os critérios estabelecidos em edital.