Empréstimos para pequenos empresários atinge segundo melhor resultado desde 2004 em Goiás

Governo já emprestou mais de R$ 114 milhões para 7,7 mil empreendedores, por meio da Goiás Fomento, ligada à SED

Marconi Perillo | Foto: Divulgação

Ao fechar o balanço dos investimentos gerados pelo Crédito Produtivo em 2017, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) destacou o segundo melhor resultado no total de empréstimos concedidos pelo Governo de Goiás aos micro e pequenos empreendedores, desde 2004. O volume concedido chegou a R$ 21.195.502,66, superando em 357% a marca do ano anterior que foi de R$ 5.932.573,19, mostra levamento apresentado nesta sexta-feira (12/1) pela Superintendência de Micro e Pequenas Empresas da SED.

Ao todo, 616 microempreendedores conquistaram acesso ao empréstimo em 2017, formando um valor médio de crédito emprestado em torno de R$ 34,4 mil por empreendedor. Os resultados também prospectaram a geração de 1.629 postos de trabalho, em 90 municípios goianos. Ao todo, o governo de Goiás já emprestou mais de R$ 114 milhões para 7,7 mil empreendedores, por meio da Goiás Fomento, órgão jurisdicionado à SED. As expectativas para 2018 são de superar os resultados de 2017 em 30% a 40%.

O Crédito Produtivo oferece financiamento a micro e pequenas empresas com liberação de até R$ 50 mil, com taxa de juros de 0,8% ao mês e prazo de até 36 meses. Para Francisco Pontes, titular da SED, o Programa de Crédito Produtivo tem sido importante para o impulso da economia nos municípios. “Os dados do Caged demonstram como é forte a presença dos pequenos empreendedores na geração de novos empregos. Nós valorizamos e incentivamos todos os segmentos para continuarem em crescimento”, frisou Pontes.

O superintendente de Micro e Pequenas Empresas da SED, Thiago Falbo, destaca que o resultado confirma a retomada da confiança na economia. “Tivemos bons números porque os empreendedores acreditaram na reação econômica conquistada pelas políticas públidas do governo de Goiás, mesmo quando foram afetadas pela crise que atingiu todo o país. Os pequenos investidores vislumbraram melhorias e novas possibilidades de negócios”.

Capacitação de empreendedores

Ligada à Superintendência Executiva de Indústria e Comércio, a Superintendência de Micro e Pequenas Empresas também é responsável pela capacitação de empreendedores por meio do Projeto Crescer Competitivo, em parceria com o Sebrae Goiás.

Falbo explica que antes da concessão do crédito os empreendedores devem participar de cursos que os ajudam a entender e gerir melhor os seus negócios. “O nosso objetivo é preparar o maior número possível de empreendedores, que buscam um diferencial no mercado e, com isso, buscam o próprio crescimento profissional e financeiro”, informa o superintentendente.

Em 2017, foram realizados 132 cursos e palestras que condicionam melhores instruções sobre aplicação financeira para os micro e pequenos investidores. Desde que foi lançado, em 2004, o Crédito Produtivo já atendeu aproximadamente 100 mil pessoas, oferecendo cursos e palestras sobre Plano de Negócios em todo o Estado.

Deixe um comentário